Monthly Archives

março 2018

CANÇÕES PARA ABREVIAR DISTÂNCIAS

COMISSÃO NACIONAL DA UNESCO APOIA “CANÇÕES PARA ABREVIAR DISTÂNCIAS”

By | blog, notícias | news, Uncategorized | No Comments

O projeto “Canções Para Abreviar Distâncias: uma viagem pela língua portuguesa” recebeu apoio institucional da Comissão Nacional da UNESCO em Portugal.

“A UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) é responsável pela coordenação da cooperação internacional em educação, ciência, cultura e comunicação. Fortalece os laços entre nações e sociedades e mobiliza o público em geral para que cada criança e cidadão:

• tenha acesso a uma educação de qualidade; um direito humano básico e um pré-requisito indispensável para o desenvolvimento sustentável;

• possa crescer e viver em um ambiente cultural rico em diversidade e diálogo, onde o patrimônio serve de ponte entre gerações e povos;

• possa beneficiar plenamente dos avanços científicos;

• e possa desfrutar de plena liberdade de expressão; a base da democracia, do desenvolvimento e da dignidade humana.

As mensagens da UNESCO são cada vez mais importantes em um mundo globalizado, onde as interconexões e a diversidade devem servir como oportunidades para construir a paz na mente de homens e mulheres.”

Fonte: UNESCO

Atividades em conjunto serão pensadas, no âmbito da Década Internacional para a Aproximação das Culturas (2013-2022).

 

26821983838_39fc36413e_o

PARTICIPAÇÃO EM “CPLP CELEBRA A MULHER RURAL”

By | blog, notícias | news, Uncategorized | No Comments

No dia 8 de março, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP realizou um evento em sua sede em Lisboa (Portugal) para debater a situação da mulher rural nos seus países-membros.

Isabella Bretz, acompanhada pela pianista Katerina L’Dokova, apresentou duas músicas de seu disco “Canções Para Abreviar Distâncias: uma viagem pela língua portuguesa”. A primeira foi “Ai se um dia”, com letra de Vera Duarte (Cabo Verde), que fala sobre a seca em seu país. A segunda foi Transitório, de Conceição Lima (São Tomé e Príncipe), que trata sobre a impermanência em nossas vidas.

getimage

 

“O Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (SECPLP) está a organizar um evento comemorativo do Dia Internacional da Mulher, sendo que este ano o foco é “A Mulher Rural como agente transformador do desenvolvimento na CPLP”.

A Secretária Executiva da CPLP, Maria do Carmo Silveira, e o embaixador Gonçalo Mourão, representante da Presidência pro tempore brasileira da CPLP vão intervir na sessão de abertura.

O tema do evento vai ser discutido pela coordenadora Científica do Programa de Doutoramento “Saber Tropical e Gestão – TropikMan PhD”, Ana Melo Portugal, a gestora de projetos da Ação para o Desenvolvimento (Organização Não Governamental (ONG) com sede na Guiné-Bissau), Isabel Miranda, e ainda pelo Mecanismo de Participação da Sociedade Civil no CONSAN-CPLP, Joana Dias, sob moderação da investigadora Sheila Khan.

Na II Reunião Extraordinária do CONSAN-CPLP, decorrida em junho de 2017, os ministros da segurança alimentar e nutricional reconheceram a centralidade do papel das mulheres rurais em assegurar a segurança alimentar e nutricional no espaço da Comunidade, incluindo a sua maior participação nos mecanismos de governança da ESAN–CPLP, através da Rede das Margaridas da CPLP.”

Fonte: CPLP

 

 

Captura de tela inteira 05032018 100143

MUSEU VIRTUAL DA LUSOFONIA INCORPORA “CANÇÕES PARA ABREVIAR DISTÂNCIAS” EM SEU ACERVO

By | notícias | news | No Comments

O disco “Canções Para Abreviar Distâncias: uma viagem pela língua portuguesa” foi inserido no acervo do Museu Virtual da Lusofonia, projeto originado na Universidade do Minho, em Portugal. Isabella recebeu uma carta formal de apoio institucional e manifestando abertura para a realização de projetos conjuntos no futuro.

Página do projeto na plataforma: http://www.museuvirtualdalusofonia.com/fonoteca/cancoes-para-abreviar-distancias/

Captura de tela inteira 05032018 101505

“O Museu Virtual da Lusofonia é uma plataforma de cooperação académica, em ciência, ensino e artes, no espaço dos países de língua portuguesa e das suas diásporas, e se estende também à Galiza e à Região Autónoma de Macau, reunindo num esforço comum Universidades, com projetos de investigação e de ensino pós-graduado na área das Ciências da Comunicação e dos Estudos Culturais, assim como associações culturais e artísticas, todos interessados, universidades e associações, na construção e no aprofundamento do sentido de uma comunidade lusófona.

Sendo uma plataforma virtual, o Museu Virtual da Lusofonia tem também a pretensão de ser um mecanismo que convide à participação ativa dos cidadãos, na disponibilização de registos, no comentário às ‘obras’ preservadas no museu, na (re)construção de uma memória coletiva.”

Fonte: http://www.museuvirtualdalusofonia.com/o-museu/apresentacao/