MÚSIC(A)

“Novas Distâncias: Reykjavík” é um EP de Isabella Bretz e Rodrigo Lana. O trabalho é um desdobramento do projeto “Canções Para Abreviar Distâncias” e foi gravado no Masterkey Studios, na Islândia. Em maio de 2018 os artistas estiveram no local para apresentar o projeto de Isabella, que além de trabalhar o estreitamento de laços na lusofonia também leva um pouco de casa para quem está longe. Na ocasião da passagem pelo país regravaram em piano e voz três das faixas do disco: Na Hora de Pôr a Mesa (poema de José Luís Peixoto – Portugal), O Cercado (poema de Ana Paula Tavares – Angola) e Transitório (poema de Conceição Lima – São Tomé e Príncipe). O áudio foi gravado por Sturla Mio Pórisson e mixado por Rodrigo Lana. A capa é de Jackson Abacatu. 

“New Distances: Reykjavík” is an EP by Isabella Bretz and Rodrigo Lana. The work is an offshoot of the project “Songs To Shorten Distances” and was recorded at Masterkey Studios, Iceland. In May 2018 the artists were there to present Isabella’s project, which aimes to create closer ties in lusophony and also bring a little bit of home to those who are far. On the occasion of the country’s visit, they recorded three of the tracks on the record: “Na Hora de Pôr a Mesa” (poem by José Luís Peixoto – Portugal), O Cercado (poem by Ana Paula Tavares – Angola) and Transitório (poem by Coceição Lima – Sao Tome and Principe). The audio was recorded by Sturla Mio Pórisson and mixed by Rodrigo Lana. The cover is by Jackson Abacatu.

“Canções Para Abreviar Distâncias: uma viagem pela língua portuguesa” traz 8 poemas musicados, cada um de um país falante do português, sendo todos de escritores vivos: Adélia Prado (Brasil), José Luís Peixoto (Portugal), Mia Couto, (Moçambique), Conceição Lima (São Tomé e Príncipe), Vera Duarte Pina (Cabo Verde), Odete Semedo (Guiné-Bissau) Ana Paula Tavares (Angola) e Crisódio T. Araújo (Timor-Leste). Produzido por Isabella Bretz e Rodrigo Lana e co-produzido por Matheus Félix em parceria com o Música Mundi, o projeto recebeu o apoio institucional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A capa foi feita por Jackson Abacatu e 8 artistas brasileiros representaram os textos em ilustrações. Assim, com palavras, imagens e sons, em meio a distâncias geográficas e temporais, a linguagem se faz um grande vínculo, mostrando anseios comuns que nos unem.

“Songs To Shorten Distances: a journey through the Portuguese language” brings 8 poems put into music, each from a Portuguese-speaking country, all of them by living writers: Adélia Prado (Brazil), José Luís Peixoto (Portugal), Mia Couto (Mozambique), Conceição Lima (Sao Tome and Principe), Vera Duarte Pina (Cape Verde), Odete Semedo (Guinea-Bissau) Ana Paula Tavares (Angola) and Crisódio T. Araújo (Timor-Leste). Produced by Isabella Bretz and Rodrigo Lana and co-produced by Matheus Félix in partnership with Música Mundi, the project received institutional support from the Community of Portuguese Speaking Countries (CPLP). The album cover was done by Jackson Abacatu and 8 Brazilian artists represented the texts in illustrations. Thus, with words, images and sounds, amid geographic and temporal distances, language becomes a great bond, showing common yearnings that unite us.

Lançamento: dia 1º de outubro, às 19h, Espaço Espelho D’Água (Belém, Lisboa). Entrada livre.

FICHA TÉCNICA

Poemas musicados por Isabella Bretz [Poemar e Transitório musicados por Isabella Bretz, Rodrigo Lana e Matheus Félix].
Produção Musical: Rodrigo Lana e Isabella Bretz
Coprodução musical: Matheus Félix
Arranjos: Rodrigo Lana, Matheus Félix e Isabella Bretz

Idealização e Produção Executiva: Isabella Bretz
Gravação, mixagem e masterização: Rodrigo Lana
Ilustrações da capa e contracapa: Jackson Abacatu
Realizado entre Janeiro e Setembro de 2017, no Música Mundi, Belo Horizonte, Brasil.

Seu primeiro disco foi lançado no fim de 2012 e Isabella assina as 12 faixas, a produção, grande parte dos arranjos e a arte gráfica. Foi, portanto, um trabalho feito de forma bem pessoal, dando vazão à sua criatividade e desenvolvendo novas habilidades. Gravado e distribuído de forma independente, já foi adquirido por pessoas de diferentes países. A faixa título, embora escrita em inglês, explica o que é esse sentimento – sem tradução em outras línguas – tão presente em poesias, músicas e nas nossas vidas: “Saudade”. O álbum toca diferentes situações e sentimentos, expressando assim a inconstância do ser humano. 

Her first album was released at the end of 2012 and Isabella signs the 12 tracks, the production, most of the arrangements and the graphic art. It was, therefore, done in a very personal way, giving vent to her creativity and developing new skills. Recorded and distributed independently, it has already been purchased by people from different countries. The title track, although written in English, explains what is this feeling – with no translation into other languages – so present in poetry, music and in our lives: “Saudade”. The album talks about different situations and sentiments, expressing thus the fickleness of human beings. 

PARTICIPAÇÕES | PARTICIPATIONS

BANDA CARTOON – V

Participação na faixa 10, Generation Y. Participation on track 10, Generation Y.

OUÇA | LISTEN

THELMO LINS – BALADA DOS CASAIS, Isabella musicou o poema “Silêncio Amoroso”, de Affonso Romano. Interpretado por Thelmo Lins,  arranjo do Trivial. Isabella composed the music for the poem “Silêncio Amoroso”, by Affonso Romano. Interpreted by Thelmo Lins, arranged by Trivial.
OUÇA | LISTEN

SINGLES

VEJA BEM, MEU BEM

Música de Marcelo Camelo (Los Hermanos).

Com Isabella Bretz (voz e arranjo) e Rodrigo Lana (piano, arranjo, mix e master).

OUÇA | LISTEN